Make your own free website on Tripod.com
Blog Tools
Edit your Blog
Build a Blog
View Profile
23 Jan, 06 > 29 Jan, 06
19 Dec, 05 > 25 Dec, 05
21 Nov, 05 > 27 Nov, 05
31 Oct, 05 > 6 Nov, 05
24 Oct, 05 > 30 Oct, 05
17 Oct, 05 > 23 Oct, 05
3 Oct, 05 > 9 Oct, 05
26 Sep, 05 > 2 Oct, 05
12 Sep, 05 > 18 Sep, 05
5 Sep, 05 > 11 Sep, 05
29 Aug, 05 > 4 Sep, 05
6 Jun, 05 > 12 Jun, 05
23 May, 05 > 29 May, 05
16 May, 05 > 22 May, 05
2 May, 05 > 8 May, 05
25 Apr, 05 > 1 May, 05
18 Apr, 05 > 24 Apr, 05
4 Apr, 05 > 10 Apr, 05
28 Mar, 05 > 3 Apr, 05
14 Mar, 05 > 20 Mar, 05
7 Mar, 05 > 13 Mar, 05
28 Feb, 05 > 6 Mar, 05
21 Feb, 05 > 27 Feb, 05
14 Feb, 05 > 20 Feb, 05
7 Feb, 05 > 13 Feb, 05
31 Jan, 05 > 6 Feb, 05
24 Jan, 05 > 30 Jan, 05
17 Jan, 05 > 23 Jan, 05
10 Jan, 05 > 16 Jan, 05
3 Jan, 05 > 9 Jan, 05
27 Dec, 04 > 2 Jan, 05
20 Dec, 04 > 26 Dec, 04
13 Dec, 04 > 19 Dec, 04
6 Dec, 04 > 12 Dec, 04
29 Nov, 04 > 5 Dec, 04
22 Nov, 04 > 28 Nov, 04
8 Nov, 04 > 14 Nov, 04
1 Nov, 04 > 7 Nov, 04
25 Oct, 04 > 31 Oct, 04
18 Oct, 04 > 24 Oct, 04
11 Oct, 04 > 17 Oct, 04
4 Oct, 04 > 10 Oct, 04
27 Sep, 04 > 3 Oct, 04
20 Sep, 04 > 26 Sep, 04
13 Sep, 04 > 19 Sep, 04
You are not logged in. Log in
Entries by Topic
All topics  «
Paix?oFC Blog
22/01/2006
AS NOVIDADES

ESTE BLOG FOI HOJE OFICIALMENTE ENCERRADO!

TODOS OS MEUS ARTIGOS DE OPINIÃO SOBRE FUTEBOL PODEM SER ENCONTRADOS AGORA EM www.paixaofc.tk

 ESPERO QUE APARECAM E GOSTEM. ATÉ SEMPRE!


Posted by JNC at 3:58 PM GMT
Updated: 05/02/2007 1:01 AM GMT
Post Comment | Permalink
21/12/2005
Boas Festas e Novidades para Breve
Sei que tenho escrito pouco para o Paix?o FC. Desta vez e mesmo o excesso de trabalho que me impede de fazer melhor do que isto. Mas avizinham-se mudancas importantes neste blog e o novo ano vai trazer novidades de relevo. Preparem-se

Para ja, resta-me desejar BOAS FESTAS a todos e um GRANDE 2006 de muito e bom futebol!

Abracos a todos.

Posted by JNC at 4:24 PM GMT
Updated: 21/12/2005 4:25 PM GMT
Post Comment | Permalink
24/11/2005
Para mim chega!
Hoje e a ultima vez que me refiro ao senhor treinador holandes do FC Porto.

Ontem esgotou-se o resto da minha paciencia - muda a equipa que tinha estado bem contra a Academica, tira central ao intervalo para meter avancado-centro, depois tira medio para por central e deixa quatro jogadores de ataque quando quis segurar o empate. O que ficou a nodoa do Jorginho em campo? N?o se entende nada.Uma verdadeira confus?o na cabeca de uma verdadeira anedota de treinador. Como ele nos enganou bem durante alguns meses.

Ve-se a sua (in)competencia no banco na forma como n?o sabe segurar um resultado positivo: em Glasgow, em Mil?o, na Madeira, em casa com o Artmedia (a ganhar 2-0), ontem. Afinal, o que aconteceu no ultimo minuto da segunda m?o das meias finais da Taca UEFA no Alkmar-Sporting da epoca passada n?o foi um acaso. O homem n?o percebe mesmo nada da noc?o de equilibrio de uma equipa de futebol.

E assim se desperdica uma oportunidade de ouro para chegar aos oitavos de final da CL num grupo ridiculo, patetico mesmo. Rangers e Artmedia, equipas mediocres. E a culpa e apenas do senhor do costume.

So a talho de foice: o colega dele do Benfica n?o e melhor. A estrategia para Paris foi outra anedota. Claro que como os comentadores dos media apenas fazem as suas analises em func?o do resultado dos jogos, ate elogiaram Koeman. Chamaram-lhe realista. Gostava de saber o que lhe teriam chamado se o Lille tivesse ganho a partida. Assim e facil ser comentador. Mas para mim uma coisa foi clara: Koeman e medroso, le mal o jogo (tal como Adriaanse) e como treinador ate da vontade de rir.

Por tudo isto, estou mesmo a ver que estes dois genios da bola v?o levar um grande banho de Jesualdo Ferreira e do Paulo Bento. N?o se trata de uma opini?o patrioteira (ate porque ponho o FC Porto muito a frente da nac?o) mas de uma previs?o. Veremos se tenho raz?o ou n?o.

E, pronto, contem com outro tipo de assuntos em breve, porque para mim o senhor CO acabou!

Posted by JNC at 2:10 PM GMT
Post Comment | View Comments (1) | Permalink
22/11/2005
Uma equipa de sonho
Como o futebol n?o vive so do presente, aqui fica um exercicio de memoria.

UMA EQUIPA DE SONHO DO FC PORTO

Tendo em conta que apenas se usam quatro defesas desde os anos 60, escolhi um sistema com apenas tres homens recuados. Esta e claro uma equipa de ataque, mas assim da mais gozo...
Como guarda-redes, Vitor Balizas, quero dizer, Vitor Baia, um dos maiores simbolos de sempre do clube, jogador mais titulado (a nivel de clubes) do Mundo. Na linha defensiva, o “capit?o” Jo?o Pinto, imagem de marca da mistica guerreira do clube, a par do tambem campe?o europeu e seu sucessor, Jorge Costa. A completar o trio, uma referencia de profissionalismo, entrega ao clube e subtileza na func?o defensiva, Aloisio.
O meio campo tem como “trinco” o todo-o-terreno Andre, campe?o europeu em 1987, capaz de suster o impeto de qualquer adversario e ainda ir a frente, atacar e marcar golos. Para func?es mais ofensivas os medios de ataque Deco e Hernani, construtores e pensadores de jogo de tipo distinto mas igualmente eximios e inesqueciveis.
O ataque e verdadeiramente avassalador, mistura de velocidade estonteante e tecnica sublime: na direita, Madjer, “O Artista”, um dos melhores jogadores africanos de sempre; na esquerda, o supersonico Paulo Futre, e no meio uma dupla que, junta, faria golos incontaveis: Pinga, que os seus contemporaneos consideraram o melhor jogador portugues antes do surgimento de Eusebio e o “Bi-Bota de Ouro” (duas vezes melhor marcador europeu) Fernando Gomes. Que “onze de sonho, com oito campe?es da Europa e tres outros jogadores que bem o mereciam ter sido (apesar de todos terem, pelo menos, o estatuto de bi-campe?es nacionais).

Os suplentes:

Siska, guarda-redes hungaro (naturalizado portugues), t?o dotado que era conhecido por “O Meia-Equipa”, fica no banco (lugar que conheceu bem, ja que seria um dos tres treinadores na historia do clube que conquistou titulos enquanto jogador e treinador do clube, juntamente com Jose Maria Pedroto e outro seleccionado, Antonio Oliveira).
Tres defesas suplentes, a pedirem mecas aos titulares: Ricardo Carvalho, Fernando Couto e o pontape canh?o Branco.
Mais dois genios da bola para reforcar o meio campo: outro rematador mitico, Araujo, o “fura redes”, e o imprevisivel Antonio Oliveira.
Se fosse necessario assegurar mais velocidade no ataque, temos o extremo direito Valdemar Mota; e para garantir golos sem conta, entra Jardel.




O onze de sempre:

Vitor Baia (90 e 00’s)

Jo?o Pinto(80,90) Jorge Costa(90e00) Aloisio(90’s)

Andre (80 e 90’s)

Deco (00’s) Hernani (50’s)

Pinga (30 e 40’s)

Madjer (80’s) Gomes (70 e 80’s) Futre (80’s)



Suplentes:

Siska (20’s); Branco (90’s), Ricardo Carvalho (00’s), Fernando Couto (90’s), Araujo (40 e 50’s), Oliveira (70’s), Valdemar Mota (30 e 40’s) e Jardel (90’s)


Posted by JNC at 5:29 PM GMT
Post Comment | Permalink
02/11/2005
Uma derrota com assinatura
Vou directo ao assunto: Co Adriaanse teve imensas responsabilidades na derrota do Porto em San Siro. Pessoalmente, comeco a perder a paciencia para a arrogancia e algumas decis?es deste holandes complexado.

E tenho pena. Porque comecei por simpatizar com a sua apregoada filosofia de jogo de ataque, a sua atitude desassombrada e disciplinadora. Gostei de ver a equipa jogar para a frente, apesar de recear a falta de equilibrio demonstrado.

Mas agora comeco sinceramente a por tudo isto em causa. Ate a suposta filosfia de ataque parece que so funciona em certos casos, perante as "pobres" equipas portuguesas, que Adriaanse claramente despreza, mas n?o frente ao "poderoso" Inter de Mil?o (afinal de contas uma equipa muito mediana tendo em conta os milh?es investidos). E assim, Adriaanse amedronta-se, tira medios e mete centrais e estraga tudo o que fora construido com muita sorte a mistura e um dos pontapes mais impressionantes que ja vi. O homem mostrou que uma parte do seu discurso e conversa da treta e deu no que deu.

E de nada valeram a exibic?o fantastica de Vitor Baia (como e possivel n?o ser este o n? 1 da Selecc?o Nacional?) e aquele gol?o do Hugo Almeida. Acabamos por dar uma fraca imagem, marcando um golo e recuando para dentro da area como fez o Setubal no Drag?o. E e isso que mais me irrita: eles tambem poderiam dizer que podiam muito bem ter jogado sem guarda-redes, n?o e Mister Co(ward)?

Posted by JNC at 2:41 PM GMT
Post Comment | Permalink
28/10/2005
O flamengo, afinal, muda!
Gracas a Deus, o homem n?o e inabalavel e tambem sabe mudar. Claro que Adriaanse n?o admite publicamente que teve de dar o braco a torcer mas foi o que aconteceu. E isso e o mais importante. Pelo menos para o FC Porto, mesmo que haja quem gostasse que fosse de forma diferente. Mas isso e normal e sadio.

Colocar um defesa esquerdo de raiz e, mais importante de tudo, introduzir um trinco, foi o que bastou para dar equilibrio ao FC Porto (mais o regresso de Pedro Emanuel, mas esse estava lesionado antes). Custou muito?

Espero que certas pessoas percebam de uma vez por todas que gostar de jogar ao ataque n?o tem nada a ver com descurar totalmente o equilibrio da equipa. Talvez muita gente n?o saiba mas os grandes protagonistas do chamado "Futebol Total" dos anos 70 (de que Adriaanse e com certeza grande admirador e seguidor), o Ajax e a Selecc?o holandesa, muitas e muitas vezes empataram a zero e ganharam por 1-0, o que n?o os impediu de serem exemplos maiores do futebol de ataque "sem merdas" (voltando a uma express?o que utilizei ha uns tempos), e ao mesmo tempo de ganharem muita coisa, entre varias Tacas dos Campe?es, presencas em finais de Mundiais, etc. E porque? Porque apesar do futebol ofensivo caracterizar estas equipas, elas eram equilibradas, coesas, verdadeiras equipas. E para isso ha que defender e atacar. E assim t?o complicado de perceber?

N?o sei o que vai acontecer a seguir ao Porto. Mas tenho a sensac?o de que as mudancas implementadas e a feliz vitoria perante o Inter (alguma vez esta equipa havia de ter sorte...) podem ter invertido um rumo dos acontecimentos que parecia viciado apos a noite negra do jogo em casa com o Artmedia.

A vitoria na Madeira foi ja de outro campeonato - uma manifestac?o clara de poder ofensivo e ao mesmo tempo de coes?o e equilibrio num campo onde poucos v?o passar e muito menos com aquela classe. Ate parecia um Porto de outros (ainda bem recentes...) tempos felizes.

Mas nada de euforias. Esta e acima de tudo, uma equipa em construc?o. Que isso n?o seja esquecido.

Uma nota final: e da mais elementar justica que se por varias vezes aqui acusei Quaresma de ser um dos maiores casos de auto-desperdicio de talento que conhecia, agora tenha a obrigac?o de chamar a atenc?o para a transformac?o que se nota no jogador: trabalha para a equipa, sem perder as suas melhores caracteristicas e tem feito a diferenca. Merito dele, claro, mas tambem de Adriaanse, n?o tenho grandes duvidas disso. Que seja para continuar e , porque n?o?, melhorar!

Posted by JNC at 10:21 PM BST
Post Comment | Permalink
18/10/2005
E agora, Mister Co?
N?o posso dizer que fiquei surpreendido pelo que se passou no Drag?o, no passado sabado.
Koeman foi mais arguto taticamente do que Adriaanse (tambem n?o e dificil...), provou que soube dar o braco a torcer relativamente as ideias que quis implementar anteriormente e que n?o resultaram (o mesmo n?o se podendo dizer de Adriaanse), e venceu. O Benfica jogou mais -a "`Porto" -, foi mais equipa, mostrou equilibrio, a defesa portou-se a altura e mereceu totalmente a vitoria. Nada a dizer.
O Porto parece n?o se ter levantado ainda da queda feia que foi o jogo com o Artmedia. Por vezes acontece que as equipas n?o se voltam a levantar depois de certas escorregadelas marcantes. O Sporting, por exemplo, ainda n?o se levantou desde o balde de agua fria da Luz no ano passado, complementado com a perda da oportunidade de ganhar a Taca UEFA, actuando em casa.
O treinador tem um papel fundamental a desempenhar nestes casos e n?o e com teimosias absurdas que vai la: ja toda a gente, menos Adriaanse, percebeu que a defesa esta desequilibrada, com excesso de juventude no centro e de adaptac?es nas laterais. Assim como toda a gente, menos Adriaanse, ja viu que para compensar esta situac?o havia pelo menos que jogar com o medio mais posicional, para sanar alguns desequilibrios.
O que receio sinceramente e que mesmo que Adriaanse seja competente para construir uma equipa equilibrada (e ja tive mais certezas sobre isso). tal objectivo leva tempo, custa dissabores e no Porto (como nos outros "grandes" portugueses) essas s?o coisas que n?o existem para os seus adeptos.
N?o vejo e que adiante muito, desde ja, querer mudar o treinador, continuando uma tendencia que sabemos por experiencia dar maus resultados.

P.S. O que n?o quer dizer que n?o haja situac?es em que tal tem que ser feito - vejam o caso Peseiro. O homem ate ja mete pena, deixem-no ir embora, descansar um pouco e decidir se vale a pena continuar na profiss?o tendo um perfil t?o declaradamente de "loser". Sim, porque, infelizmente, a vida e injusta.

Posted by JNC at 2:56 PM BST
Post Comment | Permalink
07/10/2005
Saudades
Aproveitando a paragem no campeonato - para a conquista do dificilimo ponto contra a melhor selec??o do Mundo e arredores, quem sabe o que pode acontecer, quem sabe??!! Que emoc?o, meu Deus! - vou mudar um pouco de assunto, porque a verdade e que isto tem sido so Adrianse por todo o lado.

Como estou a preparar um pequeno trabalho sobre o saudoso Estadio das Antas deixo aqui algumas ideias e curiosidades que espero achem interessantes.

Ponto pr?vio: adoro o Estadio do Drag?o, acho-o belissimo e funcional. Ao mesmo tempo n?o me parece questionavel o avanco que representa para o futebol portugues a construc?o dos novos estadios, ja que se espera que eles possam atrair muito mais espectadores, fartos da falta de condic?es dos estadios antigos. Eu tamb?m passei, e de que maneira, pela provac?o de ver futebol sob chuva torrencial, ao frio, sempre com o desconforto presente.

N?o me pecam e para acreditar que tudo foi feito de uma forma politicamente responsavel, tendo em conta as prioridades normais de um pais razoavel. Nem me pecam para pensar que com a construc?o dos estadios tudo se resolveu e que agora tudo vai ser perfeito.

Esquecer. Eis algo que em Portugal fazemos com toda a facilidade do mundo. A forma como lidamos com a memoria dos antigos, belos e t?o significativos estadios dos "grandes" e um bom exemplo de como se vive o futebol (e resto) entre nos - sem qualquer respeito pela sua historia e pelos seus significados mais profundos.

E n?o tenhamos duvidas de que o futebol apenas pode ser bem sucedido como ind?stria se souber respeitar a sua essencia e a sua historia como instituic?o social e cultural.

Talvez por isso, enquanto adepto assumido do FC Porto, a satisfac?o causada pela inaugurac?o do Estadio do Drag?o nunca poderia ser maior do que as saudades que tenho do Estadio das Antas.

O estadio e o principal simbolo fisico de qualquer clube de futebol, e o artefacto numero um da sua cultura, resultado das suas conotac?es historicas, cenicas, religiosas ate. Na verdade, estes locais chegam a ter conotac?ees quase religiosas, como locais de "devoc?o" de uma lealdade, pelo que s?o muitas vezes apelidadas de “catedrais”.

Para muitos adeptos do FCP, o Estadio das Antas foi durante muitas decadas como que uma segunda casa, onde vivia a sua segunda "familia". O Est?dio era um local central das memorias pessoais e colectivas, elemento preponderante da historia do clube. Para qualquer adepto do FCP, o Estadio das Antas continua a ser um grande motivo de orgulho, constituindo um dos principais simbolos do clube, e da cidade do Porto.

Para terminar deixo aqui um conjunto de "curiosidades" sobre a vida do Estadio das Antas:


PRINCIPAIS CONQUISTAS DO CLUBE ENQUANTO SEDIADO NESTE ESTaDIO

Campeonatos Nacionais: 18 (num total de 20 ganhos)
Tacas de Portugal: 12 (num total de 12)
Supertacas: 12 (num total de 13)
2 Taca dos Campe?es Europeus
1 Taca Intercontinental
1 Supertaca Europeia
1 Ta?a UEFA



RECORDES

Mais tempo sem derrotas (geral, incluindo particulares, ta?as e competic?ees europeias) : entre 21.08.83 e 10-05.87 – quase 4 anos
Mais tempo sem derrotas para o campeonato entre 14/03/1982 e 07/05/89 (sete anos)
Mais vitorias seguidas para o campeonato :
11.01.87 - 24.08.88: 25 vit?rias consecutivas
Mais tempo sem sofrer golos (jogos oficiais):
Geral: 12.05.91 – 05.02.92: 13 jogos consecutivos
Campeonato: 12.05.91 – 08.02.92: 10 jogos consecutivos

Mais golos marcados por um jogador:
para o campeonato: 5 - Gomes ao Estoril –, 31 de Outubro de 1982 (6-0)
para a Taca: 7 (em 45 minutos) - Jardel ao Juventude de Evora . – 17.12.97 (9-1)



20 GRANDES MOMENTOS NA HISToRIA DO ESTADIO

1 – InauguraC?o do Est?dio: 28 de Maio de 1952
2 – Primeira vitoria da selec?oo nacional sobre a Inglaterra (3-1): 22 de Maio de 1954
3 – Vitoria por 5-2 sobre o Real Madrid: 17 de Abril de 1955
4 – Decis?o Campeonato com Academica (3-0) (apos 15 anos de jejum): 26 de Abril de 1956
5 – Primeiro Jogo da TaCa Campe?es (A. Bilbao): 20 de Setembro de 1956
6 – Apuramento Mundial-66, 0-0 Checoslovaquia: 31 de Outubro de 1965
7 – Quatro golos do Lemos ao Benfica: Janeiro de 1971
8 – Final da Taca com Braga (1-0): 18 Maio de 1977
9 – Duda marca quatro ao Man United (4-0), Taca das Tacas, fim de 1977
10 – Fim de 19 anos de jejum no campeonato: 10 Junho de 1978 - Porto, 4 - Braga, 0
11 – Vitoria 1? supertaca oficial versus Benfica (4-1) – 1981
12 – Inicio da campanha T. das TaCas: D. Zagreb (2-1): 28 Setembro 1983
13 – Goleada (5-1) ao Belenenses para celebrar campeonato: Maio de 1985
14 – Bicampe?es – 4-2 ao Sp. Covilh?: 21 de Abril de 1986
15 – Meia-final TCE, 2-1 ao D. Kiev: 8 de Abril de 1987
16 – Supertaca Europeia, 1-0 ao Ajax: 13 de Janeiro de 1988
17 – TRI: Maio de 1997
18 – PENTA: Maio de 1999
19 – Celebrac?o dos 50 anos do Estadio: 28 de Maio de 2002
20 - Vit?ria (4-1) sobre a Lazio de Roma – meia-final da Ta?a UEFA



Posted by JNC at 1:41 PM BST
Updated: 07/10/2005 2:06 PM BST
Post Comment | Permalink
29/09/2005
Da goleada a desgraca
O futebol e mesmo incrivel. N?o admira que seja uma das formas culturais mais importantes e populares da modernidade.
Ontem fui pela primeira vez nesta epoca ao Drag?o - quis assim celebrar o aniversario do meu clube. E sai de la com vontade de tudo menos de celebrar coisa alguma.
N?o e preciso descrever o que se passou - quase toda a gente viu ou ja leu sobre o assunto.
Interessa-me muito mais tentar perceber como algo assim pode acontecer e olhar um pouco para as reacc?es ao sucedido.

N?o exagero com certeza se disser que havia antes deste jogo uma certa euforia com o Porto de Adriaanse: grande futebol, espectaculo garantido, estilo "ninguem nos para".
N?o me da prazer nenhum vir agora dizer que ja tinha avisado para os perigos da forma como este Porto joga e as limitac?es obvias que a equipa demonstra. Preferia n?o ter tido raz?o antes e ter saido do Drag?o a sorrir.
Claro que o Porto teve azar - mesmo muito azar: teve carradas de oportunidades claras de golo, podia ter feito o terceiro logo a seguir ao segundo, eles foram la tres vezes e fizeram tres golos, etc e tal.
Mas ja repararam que em Glasgow aconteceu o mesmo e que em Braga tambem mereciamos ganhar claramente?
As coisas n?o acontecem so por acaso - a verdade e que acontecem principalmente quando nos "pomos a jeito" para que acontecam. E n?o e isso que o Porto fez ontem? Jogou com dois laterais "inventados", que pouco defendem, com apenas dois medios que s?o "ofensivos", e pouco defendem, com dois alas, que so olham a baliza contraria, e nada defendem. Para la do "n? 10"e do avancado, de quem n?o se espera que percam muito tempo a defender. Para terminar temos os dois centrais, que s?o "verdes" para estas andancas, separadamente quanto mais em conjunto
E, claro, depois as desgracas acontecem...O azar persegue-nos, pobres de nos.

Com isto n?o quero dizer que n?o goste do estilo e filosofia de jogo de Adriaanse: admiro que jogue sempre para marcar, mesmo a ganhar 2-0. O que n?o gosto e de falta de rigor numa dimens?o fundamental de uma equipa de alta competic?o: equilibrio defensivo.

No entanto, temos que ter a noc?o de que esta e uma equipa ainda em construc?o e ha que dar tempo ao trabalho que esta a ser feito, e bem feito.

Se calhar, fez-se foi demasiado barulho antes do tempo, como habitualmente acontece entre nos. E designadamente nos jornais e nas Tvs ja se falava da oitava maravilha do futebol moderno a proposito desta equipa do FC Porto.
O que mais me choca e que s?o os mesmos que disseram essas atoardas que agora v?o crucificar o homem e dizer que afinal e tudo uma merda.

Mas a verdade e que ja estamos habituados a estes discursos e a esta gente (veja-se o editorial do director de "A Bola" de hoje). Falta a paciencia para o de sempre - a ditadura dos resultados e os comentarios oportunistas, rancorosos e viciados - e por isso cada vez mais me convenco: para ver futebol (no estadio ou na TV) basta-nos os nossos olhinhos, porque os ouvidos bem podem estar ocupados com outra coisa - seja musica ou o bendito silencio. So temos a ganhar!

Sai do Drag?o triste - n?o me lembro de o Porto perder um jogo t?o mal perdido - mas n?o tenho duvidas de que e agora que esta equipa mais precisa de apoio e a forma como reagir a esta derrota ditara muito do que vai acontecer no resto da epoca.

Agora, vamos ver se Adriaanse e mesmo bom, ou apenas...interessante.

Posted by JNC at 7:08 PM BST
Post Comment | Permalink
14/09/2005
Assim custa...
Custou ver o Porto perder injustamente em Glasgow. Foi daquelas derrotas que n?o se engolem facilmente e ainda para mais sabendo como s?o importantes os jogos de estreia na CL.

Mas n?o podemos pensar que foi apenas azar e injustica - este jogo pode dizer-nos bastante sobre o Porto de Adriaanse, confirmando alias algumas ideias que ja era possivel esbocar antes.

O resultado de um jogo de futebol nunca e explicavel apenas com um factor, seja ele a arbitragem, a sorte, as opc?es dos treinadores, o estado do terreno ou do tempo. E sempre um todo complexo, embora se possam separar as partes, ainda que apenas em termos analiticos.

Depois de uma vitoria suada, mas plenamente justa,perante o Rio Ave (so alguem que tenha visto outro jogo pode colocar em quest?o a justica da vitoria ou a qualidade e dinamica do jogo colectivo do Porto nesta partida - apesar das limitac?es na concretizac?o), o Porto de Glasgow mostrou que podemos contar com ele como fornecedor de grandes espectaculos futebolisticos neste epoca.

E uma equipa de risco, ofensiva, que nunca joga para o empate, mesmo quando este parece ser um bom resultado em certos momentos. Nesta partida mereceu a vitoria, jogou mais, rematou mais, controlou quase sempre as operac?es. Mas entre o azar (que se estendeu a duas les?es gravese a jogar com dezos quinze minutos finais) e a falta de pontaria dos avancados acabou por perder 3 pontos.

Mas n?o se pense que se pode justificar esta derrota apenas com o azar. A verdade e que pela sua maneira de jogar (e de encarar o jogo) e por algumas limitac?es graves que apresenta,o Porto de Adriaanse "p?e-se a jeito" para estas situac?es.

- primeiro, porque joga totalmente aberto, olhos nos olhos do adversario,em qualquer campo e em qualquer situac?o.
- segundo,porque e uma equipa construida de frente para tras,em que a primeira preocupac?o e atacar: note-se que o Porto apenas joga com dois centro campistas puros, Lucho e Ibson, e nenhum deles e de caracter defensivo.
- terceiro, a defesa do Porto desta epoca tem sido extremamente fragil (tambem por falta de apoio do meio campo), quer por alto, quer nas jogadas rapidas. O que vale e que os defesas tambem marcam golos. Ou seja, ate os defesas jogam ao ataque...
- quarto, faltam homens golo,para que seja possivel, mesmo sofrendo tres, marcar quatro. Sem McCarthy, as coisas ficam ainda mais dificeis.

Tudo isto n?o quer dizer que n?o seja admiravel ver o Porto jogar, ver a ousadia do treinador, a meter avancados quando as coisas correm mal e a controlar o jogo, a esmagar o oponente, mesmo jogando fora de casa. Mas parece um futebol demasiado idealista, demasiadas vezes condenado ao insucesso, a esta sensac?o de injustica. Num tempo de futebol cada vez mais "cientifico", aparece este autentico Dom Quixote do futebol, a dizer-nos que o ataque e sempre a melhor defesa. Ora, se calhar nem sempre e assim, ou pelo menos convem que a sorte ajude um bocadinho...

Ontem, custou ver o Porto perder daquela forma. Mas n?o haja duvida que a vontade de ver esta equipa jogar so pode aumentar...

Posted by JNC at 2:19 PM BST
Post Comment | Permalink

Newer | Latest | Older